Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Embriaga-te

Quarta-feira, 16.01.08

Deves andar sempre bêbado. É a única solução.

Para não sentires o tremendo fardo do tempo que te

pesa sobre os ombros e te verga ao encontro da terra,

deves embriagar-te sem cessar: com vinho, com poesia, ou

com a virtude. Escolhe tu, mas embriaga-te.

E se alguma vez, nos degraus de um palácio, sobre as

verdes ervas de uma vala, na solidão morna do teu quarto,

tu acordares com a embriaguez atenuada, pergunta ao

vento, à onda, à estrela, à ave, ao relógio, a tudo o que passou,

a tudo o que murmura, a tudo que gira, a tudo o que canta,

a tudo o que fala: pergunta-lhes que horas são: "São horas de te embriagares.

Para não seres como os escravos martirizados do tempo, embriaga-te, embriaga-te,

embriaga-te sem descanso.

Com vinho, com Poesia, ou com a virtude".

Charles Baudelaire

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por dolce_vita às 00:45


5 comentários

De Lua de Sol a 18.01.2008 às 13:12

Cada um lê à sua maneira... Achei lindo!
Há em todos nós um peso muito grande, vários fardos... A hora em que a morte nos virá buscar, por exemplo, se passássemos a vida a pensar nisso elouqueceriamos... O amor que ficou para trás... idem.
Ora, se nos embriagarmos de vida viveremos felizes... De vinho não tanto... Mas do resto, porque não?! Uma embriaguez saudável, um descobrir constante de coisas boas, de razões para andarmos felizes... e sem olhar para o relógio, porque este é muito autoritário!
Muito boa escolha, é divino...
Beijoca grande, amiga

Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Janeiro 2008

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031